terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Uma súplica ao tempo, que insiste em escapar pelos ponteiros de um relógio tirano. Um tributo à imortal Brittany Murphy, que nos arranca risos e lágrimas a cada cena, sem muito esforço. Uma menção à Chantal Kreviazuk, que sempre me emociona com essa gracinha de música.

4 comentários:

Artes e escritas disse...

Gosto de originalidade, parabéns pela postagem. Um abraço, Yayá.

mfc disse...

O tempo sempre nos ganha...
É uma luta em que saímos sempre a perder!

A canção é uma beleza!

Thaís de Miranda disse...

E dizem que o tempo é o senhor da razão. Eu só acredito quando a razão vem bem palpável dizer que valeu a pena esperar...
Adorei a música :)
Beijos!!!

Gaby Soncini disse...

Que música bonita *__*