quarta-feira, 13 de julho de 2011

Ruídos

- Se você parar pra ouvir o silêncio, vai escutar a orquestra do mundo… O passarinho cantando, o cachorrinho latindo, a panela de pressão, omenino brincando, o vento… Ah, o vento!

- A polícia chegando,a cirene da ambulância,os carros buzinando,a mulher pedindo socorro,o pai na fila do hospital,a propaganda política, o baile funk, os músicos eruditos que se acham superiores aos que correm atrás do trio elétrico…O ronco da barriga do faminto. A chuva…O cachorro que chora na chuva…O mendigo que fala sozinho na sarjeta e…

- Chega,Pitágoras! Seu pacote estourado de pessimismo! A música da vida tende a ser mais suave quando a escutamos com alegria,sabia?

- É que às vezes dá vontade de abaixar o volume.

2 comentários:

Beatriz Amorim disse...

Não acredito!
Voltou com o blogspot?
Que emoção *-*
Você não tem ideia da falta que eu sinto de você, por aqui, minha amiga!

Está tudo bem, comigo sim! E com você, flor?

Beijo enorme.

Carlos Pegurski disse...

Como diriam Sá e Guarabyra, "todos os dias, eu faço força pra lembrar coisas pequenas em que eu nunca pude reparar direito: onde será que andava o mato do jardim e o grilo da noite que eu nunca ouvi tão alto assim? Todos os dias, levanto cedo pra assistir o que eu perdia por não saber que havia um outro jeito. Preste atenção comigo e quando o sol nascer o brilho das pedras vai te doer nos olhos!"